Prefeito Rafael Diniz recebe de Startup máscaras para profissionais da saúde

Covid-19: Equipamento de proteção individual é feito por voluntários da Sprint 3D e servidores do Instituto Federal Fluminense (IFF). A instituição doou todo o material necessário para a produção

Por Cade Campos 28/03/2020 - 13:24 hs
Foto: Secom
Uma das Startups do “Programa Municipal de Apoio a Startups” doou nesta sexta-feira (27) o primeiro lote da produção de máscaras de proteção, impressas em 3D, para a utilização dos profissionais de saúde que atuam em Campos. O material foi recebido pelo prefeito Rafael Diniz. Conhecida como escudo de face (“faceshield”) as máscaras são produzidas pela startup Sprint 3D, que desde quinta-feira (26) atua, de forma voluntária, para doar toda a produção ao município. As máscaras serão utilizadas por profissionais de saúde para prevenção aos riscos de contágio no tratamento de pacientes com a Covid-19.  A iniciativa tem apoio do Instituto Federal Fluminense (IFF) que está doando todo o material necessário à produção das peças. 

Diante da necessidade de utilização, por profissionais de saúde, de equipamentos de proteção individual e a escassez de itens no mercado, o IFF disponibilizou materiais e conhecimento para a produção de máscaras escudo de face. O EPI está sendo feito pela equipe da Sprint 3D Startups que atua com a impressão do equipamento em 3D. O prefeito Rafael Diniz recebeu o material, produzido em dois dias.

- Em meio a tudo, esse é um momento que traz conforto. Jovens campistas, do IFF, da Tec Campos, com bolsas do Programa Municipal de Startups, produzindo equipamento de proteção individual para os nossos profissionais da saúde para enfrentamento no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus de Campos . Agradeço ao Reitor Jéfferson Manhães, ao Thiago, Rogério e professor Henrique por essa parceria -  frisou o prefeito Rafael Diniz, ao lado do Superintendente de Ciência e Tecnologia, Romeu e Silva Neto.

Responsáveis pela Startup, Vinícius Parente e Thiago Pessanha, destacam que a Prefeitura não terá custo algum com a produção do material. Segundo Thiago, que é formado em engenharia de automação e controle, a doação de mais de 100 máscaras em menos de dois dias de trabalho com impressoras 3D ocorre porque a tecnologia otimiza a produção já que as máscaras são produzidas sem o tradicional molde. 

- Estamos trabalhando todos juntos contra o coronavírus. Todo material utilizado é fruto de doação e a mão de obra é voluntária, além disso, o material utilizado está de acordo com a orientação da Anvisa, informou Thiago.

O parque de impressão está montado no Campus Campos Centro do IFF, toda a produção será doada à Prefeitura Municipal, para utilização pelos profissionais que atuam no combate ao coronavírus no município. Segundo o coordenador da Tec Campos (incubadora de startups no Programa Municipal) e diretor de Internacionalização e Inovação do IFF, Henrique da Hora, oito impressoras do IFF estão em pleno funcionamento para a produção das peças. 

- Diariamente são produzidas 60 máscaras, e, caso seja necessário, é possível chegar a quase 200 peças se otimizarmos a produção e passarmos a atuar durante 24 horas com equipes divididas por períodos, destacou.

A falta de EPIs em todo o Brasil é um dos pontos que levou a Instituição a colaborar com os profissionais de saúde de Campos diante da pandemia da Covid-19”. A produção das máscaras é feita por equipes de voluntários da Startup Sprint 3D e conta com a ajuda de voluntários servidores do Instituto. 

Diretor do Polo de Inovação do IFF, Rogério Atem, destaca que a função do polo é ajudar na operacionalização, na manutenção dessas máquinas para que, caso precise, opere 24 horas por dia. 


Outra parceria - Na quinta (26), a Prefeitura de Campos recebeu outra doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) desta vez, de três empresas (Porto do Açu Operações, Ferreport e Gás Natural do Açu (GNA) do Porto do Açu. Os novos equipamentos serão disponibilizados aos profissionais da saúde, que vão atuar no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus de Campos, que será inaugurado nos próximos dias. O Centro vai funcionar no prédio novo da Beneficência Portuguesa. Ao todo, são 886 equipamentos de proteção individual entre óculos, macacões Tyvek, botas PVC, luvas e máscaras cirúrgicas

Secom Campos