Centro Pop e Abrigos garantem refeições diárias a pessoas em situação de rua

A Prefeitura também conta com o Programa Municipal de Distribuição de Cestas Básicas que investiu cerca de R$ 454 mil reais em cestas básicas em 2018 e 2019

Por Cade Campos 26/03/2020 - 22:31 hs
Foto: Secom
A Prefeitura de Campos oferece três refeições diárias para pessoas em vulnerabilidade social no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop). Além disso, dispõe do Programa Municipal de Distribuição de Cestas Básicas que investiu cerca de R$ 454 mil reais em 2018 e 2019. O Departamento de Proteção Social Especial garante, ainda, quatro refeições diárias para os usuários residentes nos Abrigos e Acolhimentos.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Humano e Social, Pryscila Marins, são beneficiadas com cestas pessoas que tiveram suas casas atingidas por alagamentos e outras centenas de famílias em vulnerabilidade social acompanhadas durante todo o ano. “As cestas básicas são garantidas às famílias referenciadas nos equipamentos da Proteção Social Básica e Proteção Social Especial da Secretaria", informou.

Segundo a diretora do Departamento de Proteção Social Básica da Secretaria, Cristiana Versiani, para serem atendidos com cestas básicas, os usuários precisam estar referenciados nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS). 

- A distribuição acontece a partir do atendimento e acompanhamento dos técnicos dos equipamentos a indivíduos e famílias que estão em vulnerabilidade social e/ou violação de direitos, como trabalho infantil e violência doméstica e necessitam do benefício eventual de cesta básica, entre outros motivos -  explicou Cristiana.

Caridade - Pryscila promoveu reunião nesta quinta-feira (26) com as Irmãs do Mosteiro da Santa Face, mais conhecidas como as freiras do Jardim São Benedito, que prestam um trabalho de caridade há muitos anos no município. Ela estava acompanhada da gerente de Proteção Social Especial de Média Complexidade da Secretaria, Fabiana Teixeira, e do superintendente do Procon, Douglas Leonard. O objetivo foi oferecer ajuda na logística de distribuição de comida, para evitar aglomeração no local.

- O trabalho desenvolvido por elas é muito bonito e merece apoio. Por isso, para evitar aglomeração de pessoas em razão da pandemia da Covid-19, oferecemos apoio da nossa Secretaria e da Guarda Civil Municipal na hora da distribuição. Também vamos levar nossa equipe do Centro Pop para auxiliar na coordenação da logística, o que vai ajudar a identificar as demandas da Irmandade - disse a secretária.

Secom