Home Sem categoria Médicos em assembleia discutirão condições de trabalho

Médicos em assembleia discutirão condições de trabalho

4 min read
Comentários desativados em Médicos em assembleia discutirão condições de trabalho
0
82

Os médicos que atendem na rede pública de Campos vão realizar nesta sexta-feira (11/08) uma assembleia para discutir a situação da Saúde no município. Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos, José Roberto Crespo, a reunião vai acontecer na Sociedade de Medicina e Cirurgia, às 19h.

“Durante a assembleia vamos discutir a reposição de insumos e equipamentos necessários para o atendimento, condições de trabalho nas unidades de saúde, corte nas gratificações e a falta de segurança nas unidades. Queremos condições dignas para atender aos pacientes e aumentar o diálogo com o poder público”, disse o presidente, acrescentando que hoje existe um sucateamento do sistema de saúde, que engloba os hospitais e as unidades básicas.

José Roberto, que esteve nesta segunda-feira (07/08) reunido com presidente da Câmara de Vereadores, Marcão Gomes (Rede), e o líder do governo no Legislativo, Fred Machado (PPS), disse que a não reposição de insumos como esparadrapo é um limite perigoso.

“O servidor não pode ser penalizado porque não tem culpa. Ele é o grande motor do município. Não defendemos o descumprimento de jornada de trabalho, mas queremos condições dignas. A assembleia vai decidir o que iremos fazer”.

Na página no Facebook do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Siprosep), a informação é de que, em assembleia realizada nesta quarta-feira (09/08), ficou decidido que os servidores públicos municipais  de várias categorias da Saúde)  estão em estado de greve a partir desta quinta-feira.

Na próxima segunda-feira (14/08), a categoria promete uma manifestação em frente à Secretaria de Saúde e depois uma caminhada até a sede da prefeitura.

Em nota, a Prefeitura de Campos informou que até o momento, o município não foi comunicado oficialmente sobre movimento grevista, como determina a legislação. A Prefeitura tem estado aberto ao diálogo com os servidores municipais, inclusive os servidores da saúde e, entendendo sua importância, tem priorizado as demandas e pagamento em dia destes, mesmo diante das limitações financeiras que o município tem passado.

A secretaria de Saúde informou que, em janeiro deste ano, encontrou uma estrutura limitada de atendimento e que foram realizadas compras emergenciais para suprir as demandas das unidades de Saúde. A superintendência Financeira e Administrativa da Fundação Municipal de Saúde, explicou que está em processo de licitação, por meio de pregão eletrônico, a aquisição de novos materiais de insumos direcionados às unidades de Saúde do município para novo abastecimento. 

 Ururau

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Redação Cadê Campos
Carregar mais em Sem categoria
Comentários estão fechados.

Além disso, verifique

Câmara aprova Refis Campos 2017 para pessoa física e jurídica

A Câmara de Vereadores de Campos aprovou nesta terça-feira (15) dois projetos de viabiliza…