Home Geral Evento vai debater criação da Comissão Municipal da Verdade da Escravidão Negra

Evento vai debater criação da Comissão Municipal da Verdade da Escravidão Negra

4 min read
Comentários desativados em Evento vai debater criação da Comissão Municipal da Verdade da Escravidão Negra
0
56
A Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil (CEVEN), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), planeja realizar em Campos, ainda neste semestre, um evento para tratar da criação da Comissão Municipal da Verdade da Escravidão Negra. A questão foi tratada nesta terça-feira (7), na cidade do Rio de Janeiro, com o superintendente adjunto da Igualdade Racial em Campos, Rogério Siqueira
— O presidente que tomou posse na Comissão Estadual, Humberto Adami, que também é o presidente da Comissão Nacional, ficou impressionado quando relatei sobre o riquíssimo material existente em Campos registrando o período da escravidão. São cerca de 12 mil páginas digitalizadas pelo Instituto Federal Fluminense (IFF) do acervo do nosso arquivo público. Nosso arquivo é uma fonte de inúmeros documentos. Surgiu daí a ideia de realizarmos o evento para tratar da criação da Comissão Municipal — explicou Rogério Siqueira.
A Comissão Nacional, nos moldes da que apurou as violações de direitos humanos nos anos da ditadura militar no país, terá como funções o resgate histórico do período da escravidão, a aferição de responsabilidades e a demonstração da importância das ações de afirmação como meio de reparação à população negra.
— Vamos procurar o presidente da OAB Campos nos próximos dias para relatar o encontro e formalizar a proposta. Depois iremos mobilizar os órgãos e entidades ligados aos movimentos negros, com o propósito de lançar as bases para a criação da Comissão. E temos nesse processo o apoio de Humberto Adami, figura histórica na luta por políticas afirmativas no país — acrescenta Rogério Siqueira.
Para Humberto Adami, é difícil pensar em reparações financeiras pelos danos causados pelos mais de 300 anos de escravidão negra no Brasil, como já foi tentado algumas vezes, mas há outras formas de se atingir esse objetivo, como vem sendo provado através das políticas afirmativas.
— A política de cotas nas universidades tem sido bastante positiva, bem como no que diz respeito aos concursos públicos para órgãos federais. Mas ainda há muito a avançar. Já temos cerca de dez comissões municipais em nosso estado e Campos também deve se mobilizar, para que a OAB local crie a sua. É também uma forma de resgatar os seus heróis locais e debater as formas de reparação histórica em relação aos crimes de lesa humanidade que tivemos por vários séculos — concluiu Adami.
Supcom

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Redação Cadê Campos
Carregar mais em Geral
Comentários estão fechados.

Além disso, verifique

Câmara aprova Refis Campos 2017 para pessoa física e jurídica

A Câmara de Vereadores de Campos aprovou nesta terça-feira (15) dois projetos de viabiliza…